Penitenciária de Presidente Bernardes intercepta fones de ouvido e chips na sola de chinelos



Entorpecentes, extratos bancários, mensagens e celulares também foram flagrados em várias unidades neste fim de semana

Nos dias 23 e 24 de março, estabelecimentos prisionais subordinados a Coordenadoria de Unidades Prisionais da Região Oeste do Estado (Croeste) registraram tentativas frustradas de inserção de objetos ilícitos nos presídios e que foram barrados durante os procedimentos de revista. Vale lembrar que os visitantes flagrados são excluídos do rol de visitas e levados à Delegacia de Polícia Civil mais próxima, sem prejuízo de responderem na esfera criminal. Também é instaurado Procedimento Disciplinar para apurar a cumplicidade dos presos que receberiam os materiais podendo, ainda, ser instaurados Procedimentos de Apuração Preliminar para apurar supostas responsabilidades funcionais.

SÁBADO (23/03/19)
PENITENCIÁRIA DE ASSIS
Enquanto realizava os procedimentos de revista em visitantes para permitir a entrada destas no presídio, uma servidora da unidade identificou que uma das mulheres trazia anotações na parte interna das calças, o que também foi informado via denúncia anônima. O material foi apreendido, a mulher suspensa do rol de visitas e tomadas as providências pertinentes.

PENITENCIÁRIA “NESTOR CANOA” DE MIRANDÓPOLIS (PI)
Por volta das 8h, ao passar os alimentos trazidos por familiares de sentenciados pelo aparelho de Raios X, servidores encontraram ocultos 03 (três) extratos bancários em uma vasilha plástica contendo arroz. O objeto seria entrega ao companheiro da mulher que cumpre pena na unidade prisional, a qual foi suspensa do rol de visitas pelo período de 30 dias por tentar burlar as normas de segurança.

DOMINGO (24/03/19)
PENITENCIÁRIA “ASP. PAULO GUIMARÃES” DE LAVÍNIA (PIII)
O irmão de um sentenciado da unidade prisional tentou ingressar no local com 02 (dois) invólucros contendo placas de celular escondida dentro de uma vasilha de alimentação. A descoberta foi feita no momento em que passavam o recipiente pelo aparelho de raios X para revista. O homem foi suspenso do rol de visitas, as providências administrativas tomadas e o sentenciado isolado em cela disciplinar.

PENITENCIÁRIA “SILVIO YOSHIHIKO HINOHARA” DE PRESIDENTE BERNARDES
Cinco visitantes do sexo feminino foram surpreendidas tentando entrar com objetos proibidos na Penitenciária “Silvio Yoshihiko Hinohara” de Presidente Bernardes. Os ilícitos foram descobertos durante os procedimentos de revista, via scanner corporal, aparelho pelo qual foi possível visualizar 25 (vinte e cinco) chips e 10 (dez) auto falantes com fone de ouvido escondidos na sola de chinelos e mais 03 (três) celulares escondidos nas genitálias das visitantes. Todas as pessoas flagradas foram conduzidas à delegacia de polícia onde foram lavrados Boletins de Ocorrência. Também foram instaurados Procedimentos Disciplinares para apurar a cumplicidade dos sentenciados que receberiam os ilícitos.

PENITENCIÁRIA “ANÍSIO APARECIDO DE OLIVEIRA” DE ANDRADINA
Durante os procedimentos de revista via scanner corporal, Agentes de Segurança Penitenciária visualizaram pelas imagens geradas no equipamento que uma visitante escondia algo estranho na altura da genitália. Após ser questionada, a mulher entregou prontamente um volume que continha como conteúdo substância esverdeada, supostamente maconha. Desta forma, a Polícia Militar foi acionada, sendo a pessoa flagrada conduzida à delegacia de polícia para as providências cabíveis, além de ser suspensa do rol de visitas.

PENITENCIÁRIA DE VALPARAÍSO
A irmã de um sentenciado tentou ingressar na unidade prisional escondendo dois invólucros que continham 02 (dois) celulares, 04 (quatro) alto falantes e 02 (dois) pedaços de fio de estanho medindo aproximadamente seis centímetros cada. A mulher foi suspensa do rol de visitas e todas as providências de praxe foram tomadas.    

PENITENCIÁRIA “TACYAN MENEZES DE LUCENA” DE MARTINÓPOLIS
A companheira de um sentenciado tentou ingressar na unidade prisional portando pacotes de fumo desfiados que, na verdade, ocultavam erva esverdeada com aspecto, cheiro e cor análoga ao entorpecente “maconha”. A descoberta foi realizada durante a passagem dos materiais pelo aparelho de raios X, sendo a visitante suspensa do rol de visitas e encaminhada à delegacia local. Um Procedimento de Infração Disciplinar em desfavor do sentenciado também foi instaurado para apurar a responsabilidade deste no evento.


Compartilhar Google Plus

Autor Guararapes Sorriso News

    Blogger Comentario
    Facebook Comentario

0 comentários:

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial