Óptica Ocular

Óptica Ocular
óptica ocular

DELY PADARIA E RESTAURANTE

DELY PADARIA E RESTAURANTE
ESTABELECIMENTO ACLIMATIZADO

CURTA A NOSSA FAN PAGE

ADVOCACIA

ADVOCACIA

Panqueca, pão e cigarro chegam recheados de entorpecentes às unidades prisionais




Diversos objetos e o próprio corpo das visitantes são utilizados para transporte de materiais ilícitos aos sentenciados

SÁBADO (10.11.18)
PENITENCIÁRIA II ASP LINDOLFO TERÇARIOL FILHO DE MIRANDÓPOLIS
Por volta das 7h30, agentes penitenciários da unidade apreenderam 04 (quatro) partes (tipo papel prensado) de substância com características assemelhadas ao do entorpecente "maconha", os quais estavam ocultos dentro de um pacote de pão de forma, trazido pela visitante de um sentenciado. A mulher, bem como, a apreensão foram encaminhadas à Delegacia de Polícia local para as providências pertinentes e as condutas de ambos serão apuradas por meio de procedimento investigatório disciplinar.

PENITENCIÁRIA “OZIAS LÚCIO DOS SANTOS” DE PACAEMBU
O aparelho de revista mecânica Body Scanner captou imagens de invólucros no corpo de três mulheres que visitariam os respectivos companheiros na unidade prisional. Uma delas trazia um pó branco semelhante à cocaína enquanto a outra, uma substância química preta sem identificação. Já a terceira portava 01 (um) celular, sendo que todos os materiais estavam inseridos nas genitálias. A Polícia Militar foi acionada e as mulheres, além de suspensas do rol de visitas, conduzidas após o flagrante à Delegacia de Polícia local para as providências de praxe. Os sentenciados envolvidos foram isolados preventivamente para apuração dos fatos.

PENITENCIÁRIA II LUIZ APARECIDO FERNANDES DE LAVÍNIA
Ao ser submetida à revista mecânica pelo banco detector de metais, sinalizando o aparelho positivamente, uma mulher foi indagada e confessou que trazia 01 (um) aparelho celular inserido na genitália. Após o fato, ela e o material foram encaminhados perante autoridade policial para as providências da Polícia Judiciária, enquanto o sentenciado isolado preventivamente para responder a Procedimento Disciplinar.

CENTRO DE PROGRESSÃO PENITENCIÁRIA DE VALPARAÍSO
No sábado, a companheira de um sentenciado tentou entrar na unidade com 09 (nove) invólucros com aproximadamente 160 gramas de substância esverdeada semelhante à maconha. A droga estava escondida entre panquecas e foi descoberta durante vistoria nos alimentos por Raios X. Por este motivo, o sentenciado foi chamado para ser recolhido ao Pavilhão Disciplinar, momento em que tentou evadir-se, mas foi rapidamente contido pelos Agentes de Segurança Penitenciária antes mesmo de pular o alambrado. Ele foi isolado e aguarda decisão da Vara de Execuções Criminais para que regrida ao Regime Fechado. A mulher foi suspensa do rol de visitas e conduzida pela Polícia Militar à delegacia local, onde foi autuada em flagrante por tráfico de drogas.

CDP DE CAIUÁ
Com maços de cigarros preenchidos de substância com características de maconha, trazidos em meio a alimentos, a companheira de um sentenciado foi impedida de entrar no local para realizar visita e a Polícia Militar foi acionada. Enquanto os demais aguardavam na fila para entrar, o irmão de outro sentenciado tentou dispensar um pacote de maços de cigarros, mas foi surpreendido, os quais também continham substância semelhante à maconha. Os autuados passaram por audiência de custódia e a prisão em flagrante foi convertida em prisão preventiva.

PENITENCIÁRIA III ASP PAULO GUIMARÃES DE LAVÍNIA
Neste final de semana, quatro mulheres foram impedidas de entrar na unidade prisional, após serem flagradas durante a revista mecânica com aparelho de scanner corporal. Todas elas traziam em oculto na genitália invólucros confeccionados com fita de autofusão, papel carbono e grafite em pó, cada qual envolvendo 01 (um) aparelho celular. Todas foram suspensas do rol de visitas e encaminhadas à delegacia de polícia para os procedimentos de praxe e os sentenciados envolvidos isolados preventivamente em cela disciplinar até apuração dos fatos.

DOMINGO (11.11.18)
PENITENCIÁRIA DE JUNQUEIRÓPOLIS
Por volta das 8h, ao passar a companheira de um sentenciado pelo scanner corporal, durante os  procedimentos de revista no setor de portaria, agentes  perceberam a presença de um objeto estranho nas partes íntimas da mulher. No entanto, a visitante negou o fato e, enquanto aguardava para averiguação, tentou se livrar do objeto, mas foi surpreendida pelos funcionários. Após a devida verificação, ficou constatado que dentro do invólucro havia 01(uma) porção de substância esbranquiçada aparentando tratar-se do entorpecente "cocaína". Diante do ocorrido, foi acionado o plantão policial para as providências de praxe, a visitante foi suspensa nos moldes da resolução SAP 196/15 e o sentenciado removido ao Pavilhão Disciplinar, onde aguardará à apuração dos fatos.

PENITENCIÁRIA II MAURÍCIO HENRIQUE GUIMARÃES PEREIRA DE PRESIDENTE VENCESLAU
Ao visitar o companheiro na unidade prisional, uma mulher tentou entrar com um frasco de polivitamínicos contendo 30 comprimidos, porém, dentro dele havia 106 (cento e seis) comprimidos de coloração preta e vermelha e 01 (um) de coloração branca, com aparência de substância entorpecente. Ela foi suspensa do rol de visitas e encaminhada pela Polícia Militar para o plantão para providências.

PENITENCIÁRIA DE FLÓRIDA PAULISTA
Por volta das 10h, uma visitante foi flagrada tentando adentrar ao interior da Unidade Prisional portando um invólucro contendo 01 (um) micro aparelho de telefonia celular. O fato ocorreu durante o procedimento de revista no Setor de Portaria, quando agentes penitenciárias notaram certo nervosismo por parte da visitante N. de L. A. S., companheira do sentenciado W. H. S. da S., que ao ser submetida à revista no aparelho “Body Scanner” (scanner corporal), foi surpreendida com imagem reproduzida pelo aparelho demonstrando objeto estranho no interior de seu corpo, o que fez com que a mulher confessasse estar portando em seu órgão genital um invólucro contendo 01 (um) micro aparelho de telefonia celular.

Diante dos fatos, foi acionada a autoridade policial civil, que conduziu a visitante até a Delegacia de Polícia para procedimentos pertinentes, sendo lavrado Boletim de Ocorrências. A visitante será suspensa administrativamente por 02 (dois) anos do rol de visitas do sentenciado, conforme legislação vigente, sem prejuízo de responder na esfera criminal. Também foi instaurado Procedimento Disciplinar para apurar a cumplicidade do detento que receberia o aparelho celular.

PENITENCIÁRIA ASP ADRIANO APARECIDO DE PIERE DE DRACENA
Em visita ao irmão, que cumpre pena na unidade prisional, uma mulher tentou entrar no presídio com 01 (uma) moeda de R$ 1,00 e 01 (um) micro celular escondido dentro de uma vasilha com pedaços de pizza. A descoberta foi feita durante passagem dos alimentos pela vistoria por Raios X. A mulher foi suspensa do rol de visitas, enquanto o sentenciado envolvido levado ao Pavilhão Disciplinar onde responderá a Procedimento Disciplinar.




Compartilhar Google Plus

Autor Guararapes Sorriso News

    Blogger Comentario
    Facebook Comentario

0 comentários:

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial