Óptica Ocular

Óptica Ocular
óptica ocular

L.C.S.

L.C.S.
DO AMIGO LUIZÃO VIGILANTE

ÓTICA VIZA

ÓTICA VIZA

ADVOCACIA

ADVOCACIA

Bombons de cocaína, cookies e bolachas de maconha foram apreendidos em presídios da região; veja fotos



Materiais foram enviados por Sedex e descobertos durante procedimentos de revista em Mirandópolis, Flórida Paulista e Assis

Na última sexta-feira (2), durante conferência de encomendas enviadas por Sedex aos sentenciados, agentes de segurança da Penitenciária “Lindolfo Terçariol Filho” de Mirandópolis (PII) descobriram aproximadamente 345 gramas de maconha em meio à cookies e chocolate em pó enviados pela mãe de um sentenciado. Nos mesmos moldes, uma encomenda enviada por Sedex à Penitenciária de Flórida Paulista nesta segunda-feira (5) continha 19 (dezenove) invólucros de substância com características de maconha camuflados em formato de bolacha do tipo “rosquinha”, enviado pelo pai de um sentenciado. Os remetentes dos embrulhos foram suspensos do rol de visitas e os apenados responderão à Procedimento Disciplinar Apuratório, enquanto as substâncias apreendidas foram encaminhadas à autoridade policial para lavratura de Auto de Exibição e Apreensão e Boletim de Ocorrência (B.O). No sábado (3), em visita a um sentenciado da Penitenciária de Assis, uma mulher tentou entrar na unidade com bombons recheados de prováveis substâncias psicoativas, 03 (três) deles com pó branco e 02 (dois) com pó amarelado. A Polícia Militar foi acionada e a visita encaminhada ao Plantão Policial para as devidas providências, além de ser suspensa do rol de visitas.

Além destes, no final de semana (03 e 04), outros estabelecimentos prisionais subordinados a Coordenadoria de Unidades Prisionais da Região Oeste do Estado (Croeste) registraram tentativas frustradas de inserção de objetos ilícitos nos presídios e que foram barrados durante os procedimentos de revista. Vale lembrar que os visitantes flagrados são excluídos do rol de visitas e levados à Delegacia de Polícia Civil mais próxima, sem prejuízo de responderem na esfera criminal. Também é instaurado Procedimento Disciplinar para apurar a cumplicidade dos presos que receberiam os materiais podendo, ainda, ser instaurados Procedimentos de Apuração Preliminar para apurar supostas responsabilidades funcionais.

Sábado (03 de fevereiro)
Penitenciária “Silvio Yoshihiko Hinohara“ de Presidente Bernardes
Por volta das 10h30, uma mulher de 45 anos foi surpreendida por funcionários durante o procedimento de revista nos pertences trazidos por ela para o irmão que cumpre pena no local.  Dentro de uma sacola, havia um carregador de celular, o qual ela alegou que havia esquecido de guardar.  Foi instaurado Procedimento Disciplinar para apurar a cumplicidade do sentenciado que receberia o objeto apreendido e a mulher foi suspensa do rol de visitas.

Penitenciária “Tacyan Menezes de Lucena” de Martinópolis
Uma visitante foi impedida de entrar na unidade prisional, suspensa do rol de visitas e levada para a Delegacia de Polícia após agentes penitenciários descobrirem durante o procedimento de revistas que a mulher trazia oculto na genitália 02 (dois) celulares. Já o sentenciado que receberia o objeto irá responder a Procedimento Disciplinar.

Penitenciária de Irapuru
No interior de uma bolsa plástica, trazida pela companheira de um sentenciado, funcionários encontraram 01 (um) celular no momento em que revistavam os pertences trazidos pela mulher.  A mulher foi suspensa do rol de visitas e encaminhada à autoridade policial, enquanto o sentenciado foi isolado preventivamente até a apuração dos fatos.

Penitenciária “Maurício Henrique Guimarães Pereira” de Presidente Venceslau (PII)
Após os procedimentos de revista, quatro visitantes foram impedidas de entrar na unidade neste final de semana, além de serem suspensas do rol de visitas e encaminhadas pela Polícia Militar ao plantão policial. Duas delas foram flagradas quando passavam pelo scanner corporal, após o aparelho detectar que havia algo escondido nas roupas íntimas, onde uma trazia 09 (nove) cartões de memória e a outra portava manuscritos, fotos, contas bancárias e baralhos divididos na calcinha e no top.  Uma terceira mulher, também flagrada no Boddy Scanner, trazia um invólucro no órgão genital contendo substância que aparentava cocaína. A última negou que portasse algo ilícito e foi conduzida à Santa Casa, onde passou por exame de Raio-X o qual confirmou a presença de um invólucro no órgão genital composto por substância esverdeada aparentando maconha. Os sentenciados envolvidos responderão a Procedimento Disciplinar.

Penitenciária de Junqueirópolis
Uma mulher usou a costura da barra da calça para tentar entrar no presídio com uma substância branca aparentando cocaína, enquanto uma outra visitante tentou entrar com 78 comprimidos de estimulante sexual e 03 (três) chips de celular escondidos na costura de uma sacola. Em ambos os casos, as mulheres foram flagradas pelos agentes penitenciários durante revista, encaminhadas à Delegacia de Polícia e excluídas do rol de visitas, enquanto os sentenciados envolvidos responderão a Procedimento Disciplinar.

Penitenciária “Luiz Aparecido Fernandes” de Lavínia (PII)
Através de equipamentos eletrônicos de scanner corporal, próprios para a realização de revista, duas mulheres foram flagradas tentando entrar com componentes metálicos/eletrônicos introduzidos nos órgãos genitais. Ao serem questionadas, retiraram os objetos do corpo e foram levadas à autoridade policial para providências da polícia judiciária, além de serem suspensas do rol de visitas. Já os sentenciados envolvidos foram isolados preventivamente enquanto aguardam apuração dos fatos por Procedimento Disciplinar.

Penitenciária “Nestor Canoa” de Mirandópolis (PI)
O aparelho de revista corporal, Boddy Scanner, indicou que havia um objeto na parte interna do corpo da visitante V.S.M. A Polícia Militar foi acionada e conduziu a mulher até o Hospital Estadual de Mirandópolis onde foi submetida a exame de Raio-X, ficando comprovado que se tratava de um invólucro contendo aproximadamente 100 gramas de substância semelhante à cocaína. Neste momento, a mulher foi levada à delegacia onde foi lavrado Boletim de Ocorrência (B.O). No mesmo dia, com outra visita, foi encontrado um pacote de salgadinhos com 50 unidades de comprimidos na cor azul, possivelmente estimulantes sexuais. Em ambos os casos, as mulheres foram suspensas do rol de visitas e os sentenciados responderão a Procedimento Disciplinar.

Penitenciária "Ozias Lúcio dos Santos" de Pacaembu
O aparelho Boddy Scanner conseguiu evitar a entrada de vários ilícitos no presídio, trazidos por três mulheres. Duas delas escondiam dentro do órgão genital um invólucro envolto em fita isolante recheado de uma substância branca, aparentando cocaína. Já a terceira foi surpreendida com 01 (um) celular com bateria, 01 (um) chip e 01 (um) conector para carregar celular, envolto a papel alumínio, carbono e borracha e fixado com fita adesiva nas pernas da visitante, próximo ao órgão genital. As três mulheres foram suspensas do rol de visitas e levadas à autoridade policial, enquanto os sentenciados envolvidos foram isolados preventivamente ao pavilhão disciplinar de onde responderão a Procedimento Disciplinar.

Domingo (04 de fevereiro)
Penitenciária “Asp. Paulo Guimarães” de Lavínia (PIII)
Duas apreensões no mesmo dia: neste domingo (04), duas mulheres foram flagradas pelo aparelho de scanner corporal quando tentavam ingressar na unidade para realizar visita a sentenciados, cada qual com 01 (um) celular introduzido na vagina. Ambas foram encaminhadas à delegacia de polícia e suspensas do rol de visitas, enquanto os apenados envolvidos foram isolados preventivamente para responder a Procedimento Disciplinar.

Penitenciária de Valparaíso
Graças à eficácia do Boddy Scanner, duas mulheres foram impedidas de entrar na unidade para visitar os companheiros presos no local, já que o aparelho detectou que traziam objetos não identificados na altura da cintura. As apreendidas decidiram retirar os embrulhos do órgão genital e entregá-los, respectivamente, 01 (um) celular e uma porção de maconha. Foram tomadas as providências de praxe que incluem suspensão do rol de visitas e encaminhamento à delegacia de polícia, além do isolamento dos sentenciados para apuração dos fatos.

Penitenciária "Anízio Aparecido de Oliveira" de Andradina
Ao submeter a visita L.S.B.O à revista pelo aparelho de scanner corporal, funcionários notaram a imagem de um objeto estranho na altura da genitália da mulher. Após verificação realizada por uma servidora, foi encontrado um volume com uma substância esverdeada semelhante à maconha. Por isso, a Polícia Militar foi acionada e conduziu a mulher à delegacia de polícia onde foi presa em flagrante e suspensa do rol de visitas. Também foi instaurado Procedimento Administrativo para apurar os fatos.

Penitenciária de Tupi Paulista

No momento que passava pelos procedimentos de revista, a companheira de um sentenciado apresentou uma vasilha contendo comida, porém, funcionários notaram que em meio ao arroz havia erva semelhante à “maconha”.  O material foi apreendido, sendo a visitante cientificada que estava sendo suspensa do rol de visitas e conduzida à autoridade policial, enquanto o sentenciado levado preventivamente ao Pavilhão Disciplinar para apuração dos fatos.
























Compartilhar Google Plus

Autor Guararapes Sorriso News

    Blogger Comentario
    Facebook Comentario

0 comentários:

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

CURTA A NOSSA FAN PAGE